Hipnose

3

“Vai pôr-me a dormir, Dr.ª?” “claro não, Maria”. Temos hotéis lindíssimos na nossa cidade para dormir. Até barcos, conhece o Costa do sal, na Costa Nova que é restaurante e hotel?

“Mas não me vai hipnotizar?” “Maria, vamos falar de ondas… a ideia do barco interessou-a?”

E este podia ser mais ou menos o inicio duma consulta. Na verdade, com variações, são perguntas recorrentes. Claro que, quando se fazem tantas consultas como eu faço, já temos o discurso mais ou menos pronto, com nuances aqui e ali porque não sou fã de rotinas.

Bom, então estar hipnotizada não é estar a dormir. Isso é uma certeza. E muito menos estar inconsciente. Se ficasse inconsciente teríamos de chamar a ambulância, por certo. Mas antes iria fazer-lhe acupuntura no ponto 1 do rim, na sola do pé, e garanto que iria doer. Mas fique tranquila porque estaria em boas mãos.

ip“Então estou sempre consciente?” entrará num estado especifico de consciência. O seu cérebro estará a funcionar com ondas diferentes daquelas que teria se continuasse a conversar no café. Já agora essas ondas seriam as Beta.

E a conversa continua, com gargalhadas à mistura, afinal hipnose dá-se a muitas interpretações.

E veio a conversa de ter de falar ao ouvido, estalar os dedos, abanar-lhe a cabeça e um sem número de outras práticas. A Maria tem um sentido de humor apurado e relata a experiência de sentir o terapeuta a falar-lhe ao ouvido e o cheiro após o almoço.

Ficou tranquila. Eu estou na minha cadeira e a Maria, no espaço que é só dela, sem ninguém a partilhar a cebola da salada nem o alho da punheta de bacalhau.

Voltando às ondas cerebrais… vamos entrar num estado de consciência, que experienciamos algumas vezes durante o dia, que é aquele estado em que estamos a sonhar acordadas, a imaginar sem estar a analisar, a catalogar, a criticar… as ondas Alfa.

Mas podemos entrar noutro tipo de estado de consciência, ondas Theta. Estas ondas surgem quando, por exemplo, o nosso corpo está a adormecer, mas a nossa mente ainda está acordada. Estas ondas estão associadas também a estados profundos de meditação.

E as ondas Delta aparecem quando estamos em sono profundo e reparador, no entanto também podem aparecer sem estarmos em sono fisiológico. Acontece quando o corpo está profundamente adormecido, mas o cérebro processa amplitudes de energia muito elevadas- por exemplo experiências místicas.

Na verdade, podemos experienciar estados de consciência associadas a ondas alfa, Theta ou delta sem estarmos a dormir. Opto, na esmagadora maioria das vezes, por ajudar os meus clientes a entrarem em ondas Alfa mas as Theta e Delta também são possíveis.

Então e nas ondas alfa, estaremos totalmente alheadas de tudo? Não. Vai continuar a ouvir e a percecionar o ambiente, no entanto vai ficar focada no seu mundo interior, porque é para aí que a vou direcionar.

Então hipnoterapia é isto? Claro que não. Quando estiver em estado Alfa faremos terapia, aquilo que eu considero ser mais adequado para si. Imagine-se a ouvir a minha voz e a imaginar, à sua maneira, cenários diferentes… reais ou imaginários e pronto…. Agora é ler a historia seguinte para saber mais…

Post AnteriorPost Seguinte

Posts Relacionados

Deixe um comentário

Um pouco do meu blog

meninos e meninas ou músculos e candura?